quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

SINTSERP cobra da Prefeitura solução total para salários atrasados



A direção do SINTSERP esteve na manhã de hoje (11) reunida com o prefeito Rosano Taveira e assessores. O encontro contou com a presença do Secretário de Finanças, Giovani Júnior e do Chefe de Gabinete, Wolney França.


No primeiro momento a direção do SINTSERP cobrou soluções imediatas para o pagamento total do funcionalismo público municipal. Como confirmado pelo Blog do SINTSERP na última sexta (6), os salários dos servidores que recebem até R$ 3 mil foram pagos ontem (10) restando agora sanar o débito com o restante dos trabalhadores que recebem acima desse valor.



De acordo com o prefeito e sua assessoria, a nova gestão está buscando equilibrar as contas do município e pagar os rombos deixados pelo ex-prefeito Maurício Marques. Eles afirmaram que querem organizar os pagamentos dos servidores até o mês de março para que não sejam necessários novos escalonamentos.



A direção apresentou uma lista com pautas que tratam, entre outras coisas, da aprovação de uma DataBase para os trabalhadores municipais, da gestão democrática e da implementação final dos Planos de Cargos, Carreiras e Salários dos Servidores da Saúde e dos Servidores Gerais (900/96). O prefeito se mostrou aberto ao diálogo, mas informou que terá que realizar um aprazamento para cumprir essas demandas, haja visto o impacto que os dois PCCS resultariam no orçamento do município. Ainda assim a Prefeitura se comprometeu a reiniciar os debates sobre os Planos no mês de abril.


O SINTSERP alertou ao prefeito sobre a falsa necessidade de realizar ajustes fiscais severos na economia municipal. Nossa direção entende que a onda de ajuste fiscal promovida pelo governo do presidente golpista Michel Temer tem poupado os mais ricos e atacado diretamente a classe trabalhadora e seus direitos.


A reunião avançou em duas medidas importantes. Primeiro, a aprovação de uma Mesa Permanente de Negociação formada pela Prefeitura e SINTSERP, que deverá sem implementada nos próximos meses, faltando apenas a elaboração de um calendário e o convite aos demais sindicatos interessados nessa ponte ao diálogo. Segundo, a mudança na forma de administrar as finanças do município. De acordo com prefeito e assessores, o Executivo quer a descentralização dos recursos em Parnamirim. Desta forma, em breve cada secretário municipal será o responsável direto por administrar os recursos recebidos, dando mais transparência e evitando desvios de finalidade na utilização das verbas.


No que diz respeito ao pagamento das jornadas suplementares dos educadores, dos plantões dos servidores da saúde e demais pagamentos por produtividade, a Prefeitura colocou que irá pagar, porém ainda está ajustando as contas, sem uma data certa para quitar essas dívidas. Ainda assim o secretário de finanças explicou que nos próximos meses o município irá recolher tributos que ajudarão nessa receita como o IPTU e o ICMS.


O SINTSERP também cobrou o pagamento dos funcionários terceirizados. Como resposta, o Prefeito e sua assessoria, colocaram que - apesar do Executivo estar devendo as empresas - os contratos firmados preveem que as empresas privadas disponham de um fundo que sirva de suporte ao pagamento de seus funcionários em caso de atrasos. O governo entende que a responsabilidade maior pelos pagamentos é das empresas e  vai cobrar delas o compromisso constado nos contratos.


Questionado pela direção do SINTSERP a respeito do reajuste dos professores o prefeito garantiu que irá seguir a lei e conceder o repasse, mas que ainda aguarda o equilibro das contas para a divulgação de um calendário que estabeleça essa medida.


Por fim, os diretores reafirmaram o interesse do SINTSERP em manter o diálogo com a administração, sem deixar de reafirmar o compromisso do sindicato com a luta dos servidores municipais alertando que se não garantidos e respeitados os direitos da classe trabalhadora, as categorias podem em qualquer momento responder a mesma altura dos ataques sofridos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário